6 lições que empreendedores devem aprender com os atletas

22/08/2016

Atletas, como a ginasta brasileira Jade Barbosa, pode ensinar muitas lições aos empreendedores brasileirosTodo mundo está acompanhando e torcendo pelos nossos atletas no maior evento esportivo do planeta, que tem a cidade do Rio de Janeiro como sede neste ano de 2016. A cada quatro anos, bilhões de pessoas acompanham as Olimpíadas e a emoção proporcionada pelo show de esportes. Contudo, além de acompanhar os jogos, empreendedores devem aproveitar o momento para tirar lições importantes de finanças e negócios.
 
Isso porque atletas são fonte de inspiração valiosa quando o assunto é planejamento, treino, persistência, foco e, por que não, economia! Para falar sobre isso, a coach de carreira Daniela do Lago, e o educador financeiro Robinson Trovó, dão dicas para todos os empreendedores brasileiros aprenderem com os esportes.
 
“Dizem que a seleção brasileira tem 200 milhões de técnicos. Quem sabe um dia o Brasil não chega a ter 200 milhões de investidores?”, brinca o educador financeiro.
 
Fique atento!
 
1 – Foco e visão de futuro
 
Para os atletas, uma Olimpíada sempre começa 4 anos antes, logo após que a anterior termina. Assim, têm uma percepção muito clara de quais são os seus objetivos. Um bom exemplo disso, é o nadador norte-americano Michael Phelps, que, antes dos Jogos de Pequim, em 2008, declarou que a sua meta era conquistar oito medalhas de ouro, já que o recordista anterior, o seu compatriota Mark Spitz, conseguira sete em um único evento. Ou seja, Phelps teve foco, soube especificar sua meta. Queria bater seu concorrente.
 
Mas, o que empreendedores podem aprender com isso? Bem, todo profissional, independentemente do ramo de atuação, precisa ter a sua própria visão de futuro. Ele deve traçar uma meta, ter um plano de carreira para definir aonde quer chegar. Nos negócios, você deve decidir o destino da empresa em um, cinco ou dez anos. Afinal, se não souber o que deseja, como vai alcançar suas metas?
 
2 – Equilíbrio emocional
 
Não tem como negar que os atletas são pessoas focadíssimas. Muitos deles parecem não pestanejar nem por um segundo durante as competições. Essa concentração também é chamada de inteligência emocional, sendo trabalhada durante anos e mais anos: afinal, todo atleta treina muito e, por isso, muitos chegam com a mesma chance de subir ao pódio. Então, o que pode ser o diferencial neste momento? Pois é, ele mesmo, o equilíbrio emocional. Certamente, saber lidar com a emoção no momento decisivo é mais do que essencial.
 
Veja, por exemplo, os atletas europeus. Muitos são vistos como “frios”, mas, na verdade, são apenas mais concentrados e treinados para não perder o foco em competições.
 
Aprenda com o esporte, é isso que nos ensina o tempo todo: precisamos ter inteligência emocional para lidar com os momentos de pressão e de crise. Assim como nas competições, o ambiente corporativo oferece técnicas e treinamentos semelhantes, porém uns “tropeçam” por falta de autocontrole, enquanto outros se superam para conquistar o sucesso.
 
Saber respirar fundo e confiar na sua capacidade de empreender (errar e levantar) vai te ajudar a ter ideias mais criativas e pensamentos bons. Sempre. Boa sorte!
 
3 – Disciplina é essencial
 
Esse ensinamento é óbvio, mas pode ser muito difícil de ser aplicado na prática... Contanto, não adianta nada ter uma visão de futuro, por exemplo, se não tiver disciplina para fazer acontecer. Uma coisa complementa a outra! Ter concentração significa saber lidar com os fatos difíceis, pragmáticos e com a realidade. É fazer o sacrifício que for necessário para alcançar a meta.
 
Os atletas, nos quatro anos que antecedem a Olimpíada, treinam, em média, oito horas por dia – alguns treinam muito mais. E essa disciplina não pode ser quebrada, já que um dia sem treino é um segundo, um golpe ou um ponto que pode distanciá-los da vitória.
 
Muitas pessoas desejam o sucesso profissional, mas não correm atrás de seus objetivos. Como disse o filósofo grego Aristóteles, o “nós somos o que repetidamente fazemos. Excelência, portanto, não é um ato, mas um hábito”.
Guarde esses conselhos de Aristóteles, observe a disciplina (dolorida até) dos atletas e busque fazer tudo de forma excelente todos os dias. Assim como uma medalha de ouro, o sucesso no mundo corporativo não surge do nada, é preciso muita inspiração e, principalmente, transpiração.
 
4 – Vitória jogo a jogo
 
Dificilmente, um time ganha um campeonato no último jogo. Antes disso, é necessário fazer uma boa campanha, ir conquistando os resultados jogo após jogo e, dessa maneira, ir galgando os degraus aos poucos. O mesmo acontece para quitar uma dívida ou criar reservas para investir, o que todo empreendedor precisa aprender a fazer, certo?
 
“Muitas pessoas ficam esperando ganhar na loteria, ter um aumento de salário ou acontecer algum milagre que coloque muito dinheiro no bolso, quando na verdade a independência financeira vem somente com economia todo mês”, explica Trovó.
 
5-Conhecimento comanda a prática
 
Vamos tomar como exemplo o futebol: nós sabemos que os maiores ídolos precisam saber jogar não só com os pés, mas também com a cabeça. Eles devem saber analisar o jogo, fazer táticas de maneira rápida e, assim, com experiência e dom, conseguem ter a sabedoria de visão ampla e tática.
 
Isso também acontece com qualquer negócio! Um empreendedor deve estudar muito antes de colocar seu dinheiro, seu esforço e seu suor em algo. Nem sempre, boas ideias são colocadas de maneira ideal na prática do mercado. Por isso, é preciso que você - antes de entrar em campo- entenda o contexto, analise o mercado, conheça seu público-alvo. Tenha metas, disciplinas e tudo aquilo de que falamos anteriormente.
 
6- Paciência é a chave
 
Existem atletas considerados “azarões” ou times menores que não contam com grandes craques. Já viu isso? Pois é, apesar de enfrentar gigantes, muitos esportistas acabam vencendo e, assim como eles, é possível construir empreendimentos próprios, mesmo com grandes concorrentes.
 
Tudo bem, não é fácil assim... Por isso, a paciência, nessas circunstâncias, é a grande chave para o sucesso - ou, para sua melhor jogada, vamos dizer assim...
 
Com algumas ações típicas de atletas, empreendedores podem crescer e ter mais sucesso nos negócios. Não é a toa que todos nós paramos para assistir ao trabalho incrível que o esporte nos traz! Paciência, disciplina, confiança, foco, conhecimento: aproveite as Olimpíadas e inspire-se!

Fonte: IG - Economia

 

Mais notícias