Como Recuperar Tributos “Esquecidos” na Contabilidade

28/07/2017

Com frequência, as empresas esquecem de analisar seus registros contábeis e aproveitar-se, legalmente, das hipóteses de recuperação de tributos. O processo inicia-se com a verificação de documentos e informações tributárias e contábeis, nos 5 anos anteriores. Busca-se, dentre as hipóteses, previstas na legislação aquelas que poderão permitir gerar créditos fiscais para compensação futura.
 
Como exemplos: 
 
– Recuperação de créditos extemporâneos do IPI e ICMS.
 
– Recuperação de créditos do PIS e COFINS.
 
– Créditos do REINTEGRA, etc.
 
Uma auditoria interna, ou mesmo uma revisão, poderá detectar a existência de tais valores. Uma estimativa razoável é que de 1 a 5% do faturamento de um negócio possam gerar créditos tributários, em função de uma revisão dos procedimentos, do desconhecimento da legislação tributária ou má aplicação da mesma.
 
Tais créditos, uma vez comprovados e documentados, gerarão direitos a compensação com débitos tributários futuros, possibilitando assim eventual economia de caixa, tão necessária aos empreendimentos nesta fase de depressão econômica no Brasil.

Fonte: Blog Guia Contábil

 

Mais notícias