Engajamento e performance: entenda a relação

23/10/2015

Engajamento e comunicação interna não são mais tratados como um recurso adicional nas empresas. Ambos passaram a ser reconhecidos como chave no direcionamento dos resultados nos negócios e na otimização da performance.

Uma pesquisa de 2015 conduzida pela Conference Board, a CEO Challenge, mostra que, dentre opiniões dos 943 CEOs entrevistados, o capital humano aparece como a principal prioridade em empresas dos Estados Unidos, China, Índia, América Latina e Sudeste Asiático.

As empresas entendem que, quando os funcionários estão engajados, todos os outros aspectos importantes, como inovação, relacionamento com o cliente, excelência operacional, sustentabilidade, marca e reputação, se resolvem automaticamente.

Uma pesquisa feita pelo Gallup apontou que os níveis mundiais de engajamento estão em apenas 30%. Para solucionar esse problema, as empresas têm investido em lideranças mais inspiradoras e engajadoras e em programas de desenvolvimento de novos líderes com ênfase em habilidades para garantir o engajamento.

É possível medir os resultados e efeitos de campanhas de comunicação interna no engajamento dos funcionários. A eficiência das mensagens foi correlacionada com o aumento dos níveis de engajamento e com uma melhora na performance financeira da empresa.

Também é possível correlacionar a rotatividade com o engajamento. Equipes com líderes pouco engajadores têm o dobro de rotatividade que os times liderados por gestores engajadores. A economia de gastos com novas contratações demonstra a importância da comunicação interna no engajamento dos funcionários.

Engajamento e alta performance

Com o engajamento levando a uma cultura de alta performance, os CEOs acreditam que as empresas precisam ser ágeis, criando uma cultura de responsabilidade em que gestores definem objetivos claros que são efetivamente usados para medir o desempenho.


Um relatório da Harvard Business Review (HBR) sobre o engajamento de funcionários afirma que, enquanto muitos executivos enxergam uma clara necessidade de aumentar o engajamento da equipe, muitos ainda precisam desenvolver maneiras tangíveis de medir e enfrentar esse objetivo. No entanto, várias empresas afirmam que já estão ganhando vantagens competitivas estabelecendo métricas e práticas para quantificar e aumentar o impacto de iniciativas de engajamento na performance geral da empresa.Segundo a pesquisa CEO Challenge, eles também acham que é preciso dar poder aos funcionários de todos os níveis para que tomem decisões e se engajem para aumentar a produtividade.

Equipes desmotivadas, pessoal insatisfeito e lideranças com baixo poder de envolvimento e engajamento podem ser identificados por meio de uma pesquisa de clima organizacional.

Por: Juliane Yamaoka

Fonte:  www.administradores.com.br/noticias/carreira/engajamento-e-performance-entenda-a-relacao/106311/

Mais notícias